NOSSOS PROCEDIMENTOS

Aparelhos para Aumento Peniano

Extensores e Alongadores Penianos

A maioria consistem de dois anéis  que giram em torno do membro com uma fixação que vai ao redor da base e antes da glande. Barras separam os dois pontos de fixação e podem ser alongadas para colocar tensão no pênis, esticá-lo, em um estado flácido.

 

Extensor Peniano Alongador Peniano Tração Peniana

Extensor Peniano (Terapia Tração Peniana)

 

 

INDICAÇÕES DO USO DO EXTENSOR E ALONGADOR PENIANO

 

1. Aumento do Comprimento Peniano

 

Três artigos recomendam a utilização de aparelhos extensores como método de primeira-linha para alongamento peniano. Nikoobakht et al. acompanharam 23 pacientes com comprimento peniano médio de 8,8 ± 1,2 cm, que se queixavam de “pênis pequeno” (Saiba como medir o pênis). Os mesmos utilizaram um aparelho extensor durante 4-6 horas/dia as primeiras duas semanas e, posteriormente, 9 horas/dia, até completar três meses. Os autores observaram um aumento significativo para 10,5 ± 1,2cm no tamanho dos pênis, no final de três meses de uso do aparelho. Resultado semelhante foi obtido por Gontero et al., que estudaram 15 pacientes que fizeram uso de outro extensor por, no mínimo, 4 horas/dia, durante 6 meses. Ao final do sexto mês de seguimento, os pacientes obtiveram um aumento de cerca de 2,3 cm no comprimento peniano em estado flácido, com bom aceite por parte dos pacientes.

 

Fonte: http://www.urologiaessencial.org.br/pdf/ed_2_2013/ed_2_2013.pdf

 

 

2. Correção de Curvaturas Penianas na Fase Aguda da Doença de Peyronie

 

 

Curvatura Peniana (Doença de Peyronie)

Curvatura Peniana (Doença de Peyronie)

 

 

Avaliando a eficácia do extensor peniano na fase aguda da doença de Peyronie, que é a fase dolorosa e que se inicia a percepção da curvatura e da possível formação de nódulos no pênis.

 

Foi realizado estudo para avaliar a eficácia do extensor peniano nestes casos.


Foram usados em 55 pacientes por 6 meses e foram comparados com 41 pacientes com fase aguda da Doença de Peyronie que não receberam tratamento ativo (sem medicamentos)

 

 

PRINCIPAIS MEDIDAS DE RESULTADOS

 

Foram usadas variáveis pré e pós tratamento como: grau de curvatura, comprimento e perímetro peniano, dor na escala visual analógica (EVA) de 0–10 cm, domínio função erétil (EF) do domínio Índice Internacional de Função Erétil, Escala de Dureza da Ereção, Perfil do Encontro Sexual 2 questão e avaliação ultrassonográfica do pênis (apenas pacientes do grupo intervenção).

 

 

RESULTADOS


Houve reducação na curvatura média de 33 ° na linha de base para 15 ° em 6 meses e 13 ° em 9 meses, com uma diminuição média de 20 °. Houve redução na dor após 6 meses (score EVA). A qualidade de rigidez na ereção também melhoraram significativamente. A porcentagem de pacientes que não foram capazes de alcançar a penetração diminuiu de 62% para 20%. Nos pacientes que não se submeteram ao tratamento, a deformidade aumentou significativamente, o comprimento do pênis flácido esticado diminuiu, o escore da dor (EVA) aumentou e a dureza na ereção piorou. O uso do alongador peniano foi associado ao desaparecimento de placas ultrassonográficas em 48% dos pacientes. Além disso, a necessidade de cirurgia foi reduzida em 40% dos pacientes que seriam candidatos à cirurgia e simplificou a complexidade do procedimento cirúrgico (do enxerto à plicatura) em um em cada três pacientes.

 

 

CONCLUSÕES


A terapia com extensor ou alongador peniano parece um tratamento eficaz para a fase aguda da doença de Peyronie (Curvatura Peniana) em termos de redução da dor, diminuição da curvatura peniana e melhora da função sexual.

 

Martínez-Salamanca JI, Egui A, Moncada I, Minaya J, Ballesteros CM, del Portillo L, Sola I e Carballido J. Fase aguda Tratamento da doença de Peyronie com dispositivo de tração: um estudo controlado prospectivo não randomizado com correlação de ultrassom. J Sex Med 2014; 11: 506-515.

 

 

Leituras sugeridas:

Disfunção Erétil

Tratamento da Doença de Peyronie com Terapia por Ondas de Choque

Curvatura Peniana: Novidades Sobre Injeções de CCH

Uso de tração peniana é eficaz e segura na fase estável da doença de Peyronie

Doença de Peyronie impacta parceiros e pacientes

Homens e suas parceiras vivenciam a Doença de Peyronie de maneiras diferentes

Estudo indica que Cirurgia de Peyronie é segura e eficaz para homens mais velhos

Identificar e Prevenir Problemas no Pênis

O Órgão Genital do Homem Muda à Medida que Envelhece?

Indicação para Aumento Peniano