ARTIGOS E NOTÍCIAS

31/01/2020

Doença de Peyronie: Mais homens recebendo injeções de CCH

Doença de Peyronie: Mais homens recebendo injeções de CCH

Injeções de Colagenase Clostridium Histolyticum

Atualmente, mais homens com doença de Peyronie estão sendo tratados com injeções de colagenase clostridium histolyticum (CCH) do que cirurgia, de acordo com pesquisa recente.

 

A doença de Peyronie é caracterizada por placas de tecido cicatricial endurecido que se formam no pênis, logo abaixo da superfície da pele. As placas fazem o pênis perder parte de sua flexibilidade. Como resultado, o pênis começa a dobrar. Às vezes, a curva é tão severa que a relação sexual é difícil. Homens com doença de Peyronie também podem sentir dor e disfunção erétil (DE).

 

Cirurgia para corrigir a curva é um tratamento comum. As injeções de CCH, direcionadas diretamente às placas, foram aprovadas em 2014.

 

As conclusões do estudo baseiam-se em dados de reivindicações de seguros de 36.156 homens que foram diagnosticados pela primeira vez com a doença de Peyronie entre 2011 e 2017. As taxas de diagnóstico não mudaram muito durante esse período.

 

Em 2014, a taxa de tratamento com CCH ou cirurgia foi de 9,8%, mas a taxa subiu para 15,5% em 2017, refletindo um aumento nos homens submetidos a injeções de CCH. Após a aprovação das injeções de CCH, seu uso como tratamento de primeira linha aumentou em média 1,6% ao ano.

 

A proporção de CCH em relação a cirurgia como tratamento de primeira linha aumentou de 1:1 em 2014 para cerca de 2:1 em 2017.

 

 

As tendências demonstraram taxas anuais estáveis ??de novos diagnósticos [da doença de Peyronie] e procedimentos cirúrgicos associados após a aprovação da colagenase, enquanto o uso da colagenase aumentou notavelmente no mesmo período", escreveram os autores. As descobertas foram apresentadas na reunião de outubro de 2019 da Sociedade de Medicina Sexual da América do Norte (SMSNA), realizada em Nashville, Tennessee.

 

Embora as injeções de CCH possam ser úteis, elas também podem ter um preço alto.

 

MedPage Today relata que cada injeção custa cerca de US$ 4.000. Um curso típico da terapia com CCH inclui oito injeções.

 

Ainda assim, as injeções de CCH ainda podem ser rentáveis, pois a cirurgia pode exigir tratamento adicional.

 

“O principal objetivo é… que sempre que você vê estudos de custo-efetividade comparando cirurgia versus [CCH], é muito simplificado olhar apenas o custo da intervenção”, Dr. Landon Trost, principal autor do exposto estudo, disse ao MedPage Today.

 

"Você precisa analisar complicações, readmissões, repetir cirurgias - todos esses outros fatores envolvidos", acrescentou Trost.

 

Fonte: https://www.sexhealthmatters.org/news/peyronies-disease-more-men-receiving-cch-injections